22 de junho, Exames: De manhã, História A . À tarde, Espanhol.

De manhã, às 09:30h, é a vez do exame de História A do 12º ano. É hora de viajar no tempo, desvendar as intrigas, participar de batalhas e descobrir o passado e as grandes figuras e eventos que moldaram o nosso mundo.

De tarde, às 14:30h, começa a prova de Espanhol. Preparem-se para embarcar numa empolgante viagem pela língua de Cervantes. É hora de mostrar todo o vosso conhecimento sobre a língua e a cultura dos nuestros hermanos. Sejam destemidos como Dom Quixote, prontos para enfrentar os desafios e conquistar com sucesso todas questões do exame.
Vamos lá, amanhã, é chegada a hora de fazer história nos exames! Mostrem todo vosso conhecimento e talento, e deixem a vossa marca na história dos exames. 💪😄🎓

História A:

Hora do Exame: O exame terá início às 09:00h. É aconselhável chegar com pelo menos 40 minutos de antecedência para evitar contratempos.
Hora de Chamada: A chamada será realizada 25 minutos antes do início do exame.
Material Necessário: Utilizem caneta azul ou preta para responder às questões.
Identificação: Não se esqueçam de trazer o cartão de cidadão para fins de identificação.
Duração e Tolerância: O exame terá duração de 120 minutos, com uma tolerância de 30 minutos.
Estrutura e pontuação: Serão apresentadas 10 perguntas obrigatórias, totalizando 172 pontos, além de 4 questões, que contribuem para a classificação final da prova as 2 cujas respostas obtenham melhor pontuação, que totalizam 28 pontos.

Espanhol:

Hora do Exame: O exame terá início às 14:00h. É aconselhável chegar com pelo menos 40 minutos de antecedência para evitar contratempos.
Hora de Chamada: A chamada será realizada 25 minutos antes do início do exame.
Material Necessário: Pelo menos uma caneta azul ou preta para responder às questões.
Identificação: Não se esqueçam de trazer o cartão de cidadão para fins de identificação.
Duração e Tolerância: O exame terá duração de 120 minutos, com uma tolerância de 30 minutos.
Estrutura e pontuação: Serão apresentadas 10 perguntas obrigatórias e produção e interação oral, totalizando 152 pontos, além de 8 outras questões, que contribuem para a classificação final da prova 6 cujas respostas obtenham melhor pontuação, que totalizam 40 pontos.

Mantém-te confiante, concentra-te e acredita de que estás preparado. Boa sorte! 🍀👍

Este artigo foi produzido pelo site de referência em Portugal para exames nacionais, https://www.examesnacionais.com.pt/ Este portal um recurso valioso para todos os alunos que se encontram a preparar para os exames nacionais. Nele encontras uma variedade de materiais de estudo, dicas e conselhos úteis. Encorajamos todos os alunos a visitar o site para obter mais informações e recursos para ajudar na preparação para os exames.

21 de junho, Exames: De manhã, Biologia e Geologia. À tarde, Francês.

Às 9:30h, começa o decisivo exame de Biologia e Geologia. Preparem-se para explorar a vida, a terra e os processos geológicos. Lembrem-se de que a Biologia e a Geologia não são apenas fatos e conceitos, pois também é a compreensão da natureza e do nosso papel nela. Estejam prontos para investigar, analisar e interpretar o mundo que nos rodeia.

À tarde, às 14:00h, é a vez do exame de Francês.
Prépare-toi à plonger en profondeur dans la langue et la culture française 😊 🇫🇷
Desvendem as nuances do idioma, apreciem a literatura e a arte francófona. Estejam preparados para demonstrarem os vossos conhecimentos da língua e da cultura gaulesa.

Biologia e Geologia:

Hora do Exame: Os exames terão início às 9:30. É aconselhável chegar com pelo menos 40 minutos de antecedência para evitar imprevistos.
Hora de Chamada: A chamada será realizada 25 minutos antes do início do exame.
Material Necessário: Utilizem caneta azul ou preta para responder às questões.
Identificação: Não esquecer o cartão de cidadão para fins de identificação.
Duração e Tolerância: Os exames terão duração de 120 minutos, com uma tolerância de 30 minutos.
Estrutura e pontuação: Serão apresentadas 20 perguntas obrigatórias, totalizando 160 pontos, além de 10 questões, que contribuem para a classificação final da prova os 5 itens cujas respostas obtenham melhor pontuação, que totalizam 40 pontos.


Francês:

Hora do Exame: Os exames terão início às 14:00. É aconselhável chegar com pelo menos 40 minutos de antecedência para evitar imprevistos.
Hora de Chamada: A chamada será realizada 25 minutos antes do início do exame.
Material Necessário: Utilizem caneta azul ou preta para responder às questões.
Identificação: Não esquecer o cartão de cidadão para fins de identificação.
Duração e Tolerância: Os exames terão duração de 120 minutos, com uma tolerância de 30 minutos.
Estrutura e pontuação: Serão apresentadas 10 perguntas obrigatórias e produção e interação oral, totalizando 152 pontos, além de 8 outras questões, que contribuem para a classificação final da prova 6 cujas respostas obtenham melhor pontuação, que totalizam 40 pontos.

Mantém-te confiante, concentra-te e acredita de que estás preparado. Boa sorte! 🍀👍

Este artigo foi produzido pelo site de referência em Portugal para exames nacionais, https://www.examesnacionais.com.pt/ Este portal um recurso valioso para todos os alunos que se encontram a preparar para os exames nacionais. Nele encontras uma variedade de materiais de estudo, dicas e conselhos úteis. Encorajamos todos os alunos a visitar o site para obter mais informações e recursos para ajudar na preparação para os exames.

20 de junho, Exames: De manhã, Geografia. À tarde, História da Cultura e das Artes.

🌍🎨 20 de junho, exames nacionais: Geografia e Arte vão estar à Prova! ⏰📚”

Amanhã, o dia começa cedo com mais uma ronda de exames nacionais:
– Às 9:30, os geógrafos do 11º ano embarcarão numa viagem de descoberta. Preparem-se para escalar montanhas, atravessar rios e explorar cidades. Lembrem-se, a Geografia não é apenas sobre coordenadas e contornos, é também sobre as pessoas e culturas que habitam esses lugares. Então, preparem-se para explorar não apenas o “onde”, mas também o “porquê” e o “como”.
– Às 14:30, os nossos historiadores da arte e da cultura embarcarão numa viagem através do tempo, explorando as maravilhas do Renascimento, a audácia do Barroco e a inovação da Arte Moderna 🎨🖼️. Preparem-se para mergulhar nas profundezas da criatividade humana e descobrir como a arte reflete e molda a sociedade.

Geografia A:

Hora do Exame: Os exames terão início às 9:30. É aconselhável chegar com pelo menos 40 minutos de antecedência para evitar imprevistos.
Hora de Chamada: A chamada será realizada 25 minutos antes do início do exame.
Material Necessário: Levar pelo menos uma caneta azul ou preta para responder às questões.
Identificação: Não esquecer o cartão de cidadão para fins de identificação.
Duração e Tolerância: Os exames terão duração de 120 minutos, com uma tolerância de 30 minutos.
Estrutura e pontuação: Serão apresentadas 18 perguntas obrigatórias, totalizando 152 pontos, além de 10 questões, que contribuem para a classificação final da prova as 6 cujas respostas obtenham melhor pontuação, totalizando estas 48 pontos.

História da Cultura e das Artes:

Hora do Exame: Os exames terão início às 9:30. É aconselhável chegar com pelo menos 40 minutos de antecedência para evitar imprevistos.
Hora de Chamada: A chamada será realizada 25 minutos antes do início do exame.
Material Necessário: Levar pelo menos uma caneta azul ou preta para responder às questões.
Identificação: Não esquecer o cartão de cidadão para fins de identificação.
Duração e Tolerância: Os exames terão duração de 120 minutos, com uma tolerância de 30 minutos.
Estrutura e pontuação: Serão apresentadas 11 perguntas obrigatórias, totalizando 164 pontos, além de 4 questões, que contribuem para a classificação final da prova as 2 cujas respostas obtenham melhor pontuação, totalizando estas 36 pontos.

Então, quer sejam exploradores de terras desconhecidas ou viajantes no tempo artístico, desejamos a todos boa sorte! 🍀 Lembrem-se, o conhecimento é a maior aventura de todas. 📚💡 Estamos juntos 💪

Mantém-te confiante, concentra-te e acredita de que estás preparado. Boa sorte! 🍀👍

Este artigo foi produzido pelo site de referência em Portugal para exames nacionais, https://www.examesnacionais.com.pt/ Este portal um recurso valioso para todos os alunos que se encontram a preparar para os exames nacionais. Nele encontras uma variedade de materiais de estudo, dicas e conselhos úteis. Encorajamos todos os alunos a visitar o site para obter mais informações e recursos para ajudar na preparação para os exames. Boa sorte a todos!

19 de junho: Inicio da 1ª fase de exames nacionais 2023. De manhã Português, à tarde Italiano e Mandarim.

Será um dia cheio de desafios linguísticos: Às 9:30, os mestres da língua portuguesa do 12º ano vão entrar em ação. Chegou a hora de demonstrarem todo o vosso domínio da língua de Camões e Pessoa.

Às 14:00, é a vez dos amantes da língua italiana e do mandarim. É a hora de mostrar o conhecimento da língua de Leonardo Da Vinci e a hora de dominar os caracteres do mandarim. Vocês são capazes de superar qualquer desafio! 🌟💪 Boa Sorte!

Português:

Hora do Exame: Os exames terão início às 9:30. É aconselhável chegar com pelo menos 40 minutos de antecedência para evitar imprevistos.
Hora de Chamada: A chamada será realizada 25 minutos antes do início do exame.
Material Necessário: Levar pelo menos uma caneta azul ou preta para responder às questões.
Identificação: Não esquecer o cartão de cidadão para fins de identificação.
Duração e Tolerância: Os exames terão duração de 120 minutos, com uma tolerância de 30 minutos.
Estrutura e pontuação: Serão apresentadas 10 perguntas obrigatórias, totalizando 161 pontos, além de 5 questões, que contribuem para a classificação final da prova as 3 cujas respostas obtenham melhor pontuação, totalizando estas 39 pontos.

Italiano

Hora do Exame: Os exames terão início às 14:00. É aconselhável chegar com pelo menos 40 minutos de antecedência para evitar imprevistos.
Hora de Chamada: A chamada será realizada 25 minutos antes do início do exame.
Material Necessário: Levar pelo menos uma caneta azul ou preta para responder às questões.
Identificação: Não esquecer o cartão de cidadão para fins de identificação.
Duração e Tolerância: Os exames terão duração de 120 minutos, com uma tolerância de 30 minutos.
Estrutura e pontuação: Serão apresentadas 10 perguntas obrigatórias e produção e interação oral, totalizando 152 pontos, além de 8 outras questões, que contribuem para a classificação final da prova 6 cujas respostas obtenham melhor pontuação, que totalizam 48 pontos.

Mandarim

Hora do Exame: Os exames terão início às 14:00. É aconselhável chegar com pelo menos 40 minutos de antecedência para evitar imprevistos.
Hora de Chamada: A chamada será realizada 25 minutos antes do início do exame.
Material Necessário: Levar pelo menos uma caneta azul ou preta para responder às questões.
Identificação: Não esquecer o cartão de cidadão para fins de identificação.
Duração e Tolerância: Os exames terão duração de 120 minutos, com uma tolerância de 30 minutos.
Estrutura e pontuação: Serão apresentadas 10 perguntas obrigatórias e produção e interação oral, totalizando 152 pontos, além de 8 outras questões, que contribuem para a classificação final da prova 6 cujas respostas obtenham melhor pontuação, que totalizam 48 pontos.

Mantém-te confiante, concentra-te e acredita de que estás preparado. Boa sorte! 🍀👍

Este artigo foi produzido pelo site de referência em Portugal para exames nacionais, https://www.examesnacionais.com.pt/ Este portal um recurso valioso para todos os alunos que se encontram a preparar para os exames nacionais. Nele encontras uma variedade de materiais de estudo, dicas e conselhos úteis. Encorajamos todos os alunos a visitar o site para obter mais informações e recursos para ajudar na preparação para os exames. Boa sorte a todos!

Foi apresentado Ranking da Escolas 2022. Desempenho das Escolas Públicas em Declínio…

De acordo com Ranking das Escolas apresentado hoje, as escolas públicas estão a enfrentar um declínio severo no desempenho académico face ao desempenho das escolas e colégios privados.

O privado e o norte dominam os primeiros lugares do ranking. O grande vencedor deste ano é o Grande Colégio Universal no Porto (média 16,36), seguido do Colégio Efanor em Matosinhos (média 16,20) e do Colégio D. Diogo de Sousa em Braga (média 16,18). Neste ranking, percebe-se facilmente que o privado e o norte têm os melhores resultados.  

No top10 não aparece nenhuma escola publica. A primeira escola publica do ranking é uma escola de artes música a Escola Artística do Conservatório de Música Calouste Gulbenkian em Braga. A primeira escola publica de ensino geral só aparece em 46º lugar, que é a Escola Secundária de Vouzela, uma vila da Beira Alta, com média de 13,37 valores nos 130 exames realizados em 2022.     

No entanto, mesmo a média de Vouzela foi inferior à do ano anterior, quando a Escola Artística António Arroio, em Lisboa, liderou com uma média de 13,58 valores.

No final do ranking, nove das dez escolas são públicas. A maioria das dez escolas com pior classificação estão localizadas na área metropolitana de Lisboa, com exceções em Coimbra e nos Açores.

Por distrito, o Porto lidera com as melhores médias (12 valores), seguido de Viana do Castelo (11,8 valores), Braga (11,75 valores), Viseu (11,73 valores) e Coimbra (11,6 valores). Lisboa, que tem o maior número de alunos e realizou quase 50 mil exames, subiu três lugares para o 7º lugar, com uma média de 11,5 valores.

Os alunos que realizaram as provas no estrangeiro obtiveram as médias mais baixas (9,9 valores). No entanto, houve uma melhoria notável nos Açores, que normalmente tem a pior média nacional, mas este ano superou Portalegre (10,8), Setúbal (10,7) e Beja (10,7) com uma média de 10,9 valores.

Estes resultados sublinham a necessidade de se dar mais atenção à qualidade da educação nas escolas públicas e de se implementar políticas que garantam a igualdade de oportunidades para todos os alunos, independentemente da escola que frequentam.

Pode verificar o ranking completo, ou saber a classificação da sua escola ou das escolas do seu concelho no Jornal Publico: https://www.publico.pt/rankings-escolas-2022/lugar-sua-escola (Fonte)

10 Conselhos para o Exame Nacional de Português do 12º Ano

O exame nacional de português do 12º está aí, e sabemos que a ansiedade pode estar a aumentar. Deixamos-te 10 conselhos úteis para te ajudar a enfrentar este desafio com confiança. Aqui vão eles:

Antes da prova:

  1. Revê a matéria: No dia anterior, faz uma última revisão das matérias principais. Reforça a tua compreensão dos conceitos fundamentais e pratica a resolução de alguns exercícios que poderás encontrar semelhantes no exame. Concentra-te nos temas mais frequentes conforme os exames anteriores. Os temas que surgem mais frequentemente incluem “Os Lusíadas” de Luís de Camões (10º ano), “Sermão de Santo António” de Padre António Vieira (11º ano), a poesia dos heterónimos de Fernando Pessoa (12º ano) e poetas contemporâneos (12º ano). No entanto, não deixes de estudar os outros temas, pois também poderão ser abordados.
  2. Prepara o teu material: Certifica-te de que tens tudo o que precisas para o exame: canetas azuis ou pretas, e claro, o teu Cartão de Cidadão. Também podes levar uma garrafa de água (sem rótulo) e um snack ligeiro para manteres a energia (por ex. uma barra de cereais ou uma peça de fruta).
  3. Descansa bem: Uma noite de sono adequada é fundamental para estares alerta e focado durante a prova. Garante que tens uma boa noite de sono.
  4. Levanta-te cedo: Planeia a tua chegada ao local da prova para chegares com antecedência. Isso dará tempo para te acomodares, tranquilizares e familiarizares com o ambiente antes do início da prova.
  5. Alimenta-te corretamente: Começa o dia com um pequeno-almoço saudável e nutritivo. Isto vai fornecer-te a energia necessária para manteres a concentração durante a prova.

Durante a prova:

  1. Mantém a calma: Respira fundo e mantém a calma durante toda a prova. Lembra-te de que estás preparado e confia nas tuas capacidades.
  2. Identifica as perguntas obrigatórias: Lê cuidadosamente o enunciado para identificares as perguntas “obrigatórias” e “opcionais”. Saber distinguir entre as duas é crucial para gerires o teu tempo de forma eficiente e responderes a todas as perguntas obrigatórias.
  3. Lê atentamente os enunciados e os textos: Dá especial atenção à leitura dos textos literários e aos enunciados das perguntas. É importante que compreendas bem o que te é pedido e o contexto literário e gramatical em que te encontras.
  4. Faz uma análise cuidada do texto: Nas perguntas de interpretação de texto, não te limites ao que é explícito. Procura também o significado implícito, relaciona a informação com o que aprendeste nas aulas e nas explicações.
  5. Planeia antes de escrever: Nas perguntas de produção textual, tira uns minutos para planeares o que vais escrever. Organiza as tuas ideias, define uma estrutura clara e pensa nos argumentos ou exemplos que vais utilizar. Gere o tempo com sabedoria. Se possível, guarda tempo no final para reveres as respostas. Verifica se respondeste a todas as perguntas.

Mantém-te confiante, concentra-te e acredita de que estás preparado. Boa sorte! 🍀👍

Este artigo foi produzido pelo site de referência em Portugal para exames nacionais, https://www.examesnacionais.com.pt/ Este portal um recurso valioso para todos os alunos que se encontram a preparar para os exames nacionais. Nele encontras uma variedade de materiais de estudo, dicas e conselhos úteis. Encorajamos todos os alunos a visitar o site para obter mais informações e recursos para ajudar na preparação para os exames. Boa sorte a todos!

Que material posso levar para a Prova Nacional de Matemática do 9º ano

A Prova Final Nacional de Matemática do 9º ano é um marco importante na vida escolar dos alunos. Para além de todo o estudo e preparação necessários, é importante saber que material é permitido e recomendado levar para a prova. Aqui estão algumas dicas para te ajudar a preparar a tua mochila para o grande dia.

Material Permitido

1-Canetas e Lápis: É essencial levar pelo menos uma caneta azul ou preta para escrever as respostas na folha de prova. Um lápis e uma borracha também são úteis para fazer cálculos ou esboços preliminares.

2-Material de Desenho: Para a prova de matemática, é permitido e recomendado levar material de desenho, como régua, esquadro, compasso e transferidor. Estes podem ser úteis para traçar linhas retas, medir ângulos ou construir figuras geométricas.

3-Calculadora: É permitido o uso de calculadora na Prova Final de Matemática. No entanto, a calculadora deve ser simples, ou seja, não pode ser programável, nem pode ter capacidade para fazer gráficos ou cálculos simbólicos.

4-Relógio: Embora haja um relógio na sala de exame, pode ser útil ter o teu próprio relógio para gerir melhor o teu tempo

5-Cartão de Cidadão: É obrigatório levar o teu Cartão de Cidadão para a prova. Este será usado para confirmar a tua identidade antes do início da prova.

Material Recomendado

1-Água: É importante manter-se hidratado durante a prova. Podes levar uma garrafa de água, desde que não tenha rótulo.

2-Snack: Se a prova for longa, pode ser útil levar um snack leve, como uma barra de cereais ou fruta, para manter os níveis de energia.

3-Material extra: É sempre uma boa ideia levar material extra, como canetas ou lápis, caso algum deles falhe durante a prova.

Material Não Permitido

É importante lembrar que existem alguns itens que não são permitidos na sala de exame. Estes incluem, mas não se limitam a:

1-Telemóveis e outros dispositivos eletrónicos: Qualquer tipo de dispositivo eletrónico, incluindo telemóveis, smartwatches, tablets, entre outros, não são permitidos na sala de exame.

2-Livros e apontamentos: Não é permitido levar para a sala de exame qualquer tipo de material de estudo, como livros ou apontamentos.

3-Calculadoras avançadas: Como mencionado anteriormente, apenas calculadoras simples são permitidas. Calculadoras programáveis, gráficas ou com capacidade para cálculos simbólicos não são permitidas.

4-Corretor: O uso de corretor não é permitido durante a prova. Se te enganares, deves riscar claramente o que pretendes que não seja considerado.

Lembra-te, a organização e preparação do material para a prova é tão importante quanto o estudo das matérias. Certifica-te de que tens tudo o que precisas no dia anterior à prova, para evitar stress desnecessário no dia do exame. 🚀

Não te esqueças de partilhar o link com os teus colegas. Vamos ajudar uns aos outros a estarmos bem preparados para o grande dia!

Fica ligado para mais dicas úteis e lembra-te: a melhor maneira de prever o futuro é criá-lo. Assim, prepara-te bem e enfrenta a prova com confiança. Vamos lá, matemáticos em formação! 🎯🏆

Este artigo foi produzido pelo site de referência em Portugal para exames nacionais, https://www.examesnacionais.com.pt/ Este site é recurso valioso para todos os alunos que se encontram a preparar para os exames nacionais. Nele, encontras uma variedade de materiais de estudo, dicas e conselhos úteis. Encorajamos todos os alunos a visitar o site para obter mais informações e recursos para ajudar na preparação para os exames. Vamos lá, matemáticos! Boa sorte!

exame 9º ano conselhos

Prova final nacional de Matemática 9º ano. Enfrenta a prova com confiança: 10 úteis conselhos para o dia anterior e para o dia da prova.

Antes da prova:

1-No dia anterior, revê as matérias: Faz uma última revisão dos tópicos-chave da matéria. Reforça a tua compreensão dos conceitos fundamentais e revê, sem stress, a resolução de alguns exercícios que podes vir a encontrar semelhantes na prova.

2-Prepara o teu material: Certifica-te de que tens todo o material necessário. Verifica se tens lápis, borracha, caneta azul ou preta, material de desenho (régua, esquadro, compasso e transferidor), calculadora (básica), relógio, cartão de cidadão. Água (sem rótulo) e um snack (uma barra de ceriais, uma peça de fruta por ex). Organiza-os de forma clara e acessível, para que possas encontrá-los facilmente durante a prova.

3-Descansa bem: Uma noite de sono adequada é fundamental para estares alerta e focado durante a prova. Certifica-te de ter uma boa noite de descanso. Levanta-te bem cedo.

4-Alimenta-te corretamente: Um pequeno-almoço nutritivo vai fornecer-te a energia necessária para enfrentares os desafios da prova. Opta por alimentos saudáveis que te mantenham com energia.

5-Chega cedo: Evita o stress desnecessário e chega à sala de exame com antecedência. Isso dará tempo para te acomodares, tranquilizares e familiarizares com o ambiente antes do início da prova.

Durante a prova:

1-Mantém a calma: Respira fundo e mantém a calma durante toda a prova. Lembra-te de que estás preparado e confia nas tuas capacidades.

2-Concentra-te nas questões e lê atentamente cada enunciado. Lê as questões atentamente: Dedica alguns segundos a ler cada pergunta com calma e compreender o que é solicitado. Isso evitará interpretações erradas e possíveis erros.

3-Aplica os conhecimentos adquiridos nas aulas e nas explicações. Utiliza as fórmulas, propriedades e técnicas adequadas que aprendeste. Faz os cálculos com cuidado, verifica cada etapa para evitar erros simples. Utiliza parênteses e faz as operações passo a passo para garantir a precisão dos resultados.

4-Verifica os resultados: Depois de resolver cada questão, verifica os resultados obtidos. Assegura-te de que a resposta está correta e de que cumpre todos os requisitos solicitados. Justifica as respostas, sempre que possível, explica o raciocínio. Demonstrar o processo de resolução e mostrar o pensamento lógico pode ajudar a obter pontos adicionais, mesmo que a resposta final esteja incorreta.

5-Gere o tempo com sabedoria. Divide o tempo disponível para cada questão de acordo com a sua complexidade. Não fiques demasiado tempo numa única questão. Se tiveres dificuldades, passa para a próxima e volta mais tarde. Se possível, deixa algum tempo para reveres as respostas antes de entregares a prova.

Mantém-te confiante, concentra-te nas estratégias de resolução de problemas e acredita que estás preparado(a). Boa sorte! 🍀👍

Este artigo foi produzido pelo site de referência em Portugal para exames nacionais, https://www.examesnacionais.com.pt/ . Este site é um recurso valioso para todos os alunos que se encontram a preparar para os exames nacionais. Nele encontras uma variedade de materiais de estudo, dicas e conselhos úteis. Encorajamos todos os alunos a visitar o site para obter mais informações e recursos para ajudar na preparação para os exames. Bom estudo e boa sorte!

FIM à poluição por plásticos

Neste Dia Mundial do Ambiente, optámos por focar na poluição por plásticos, um problema global premente. Para ilustrar essa questão, escolhemos uma foto que, à primeira vista, parece bela: uma linda tartaruga num lindo mar azul. No entanto, um olhar mais atento revela uma realidade dura e perturbadora. A tartaruga não está a brincar com uma alga marinha, mas a tentar morder um saco de plástico, confundindo-o com alimento. Não percebe a dimensão deste problema? NÓS EXPLICAMOS:

Anualmente, mais de 400 milhões de toneladas de plástico são produzidas em todo o mundo. Metade deste plástico é de uso único, e menos de 10% de todo o plástico produzido é reciclado.

Estimam as Nações Unidas que 19 a 23 milhões de toneladas destes plásticos acabem em lagos, rios e mares todos os anos. Para ter uma ideia, esse volume equivale ao peso de 2.200 Torres Eiffel!

Dentre estes, os microplásticos, que são partículas de plástico com menos de 5 milímetros de espessura, representam uma ameaça devastadora para a fauna marinha. Contudo, o seu impacto não se limita ao meio ambiente e à fauna. Os microplásticos infiltram-se também na nossa cadeia alimentar, resultando numa ingestão estimada de mais de 50.000 partículas de plástico por pessoa, por ano. Este número amplia-se de forma considerável quando levamos em conta as partículas que são inaladas. Para agravar o cenário, estima-se que cerca de 11 milhões de toneladas de resíduos plásticos fluam para os oceanos todos os anos, número que pode triplicar até 2040. Esta poluição plástica afeta mais de 800 espécies marinhas e costeiras, causando problemas de ingestão, emaranhamento e outros perigos.

Porém, ainda há esperança. A transição para uma economia circular pode contribuir para uma drástica redução da quantidade de plásticos nos oceanos, reduzir a produção de plástico virgem em 55%, poupar cerca de 70 mil milhões de dólares aos governos até 2040, reduzir as emissões de gases de efeito estufa em 25% e criar 700.000 empregos adicionais.

Portanto, neste Dia Mundial do Ambiente, desafiamos a todos nós a fazer a nossa parte. Cada ação, mesmo que pequena, conta. Juntos, podemos fazer a diferença e proteger a nossa fauna marinha, prevenindo situações como a da tartaruga na foto.

Eis 5 ações diárias que podemos tomar para ajudar a reduzir a poluição por plásticos:

1 – Reduzir o uso de plástico descartavel: Escolher produtos reutilizáveis ​​em vez de descartáveis sempre que possível. Isso inclui levar o seu próprio saco para as compras, usar uma garrafa de água reutilizável, copos de café reutilizáveis e talheres de metal.

2 – Reciclar corretamente: Reciclar o plástico que usamos é fundamental. Certifique-se de conhecer as regras de reciclagem do seu município ou cidade, já que nem todos os plásticos são recicláveis em todos os lugares.

3Comprar produtos com menos embalagem: Ao fazer compras, opte por produtos que venham com menos embalagens de plástico. Muitas vezes, os produtos frescos têm menos embalagens do que os processados.

4 – Participar em limpezas de praia ou de parques: Muitas comunidades organizam eventos de limpeza em áreas públicas. Participar nesses eventos pode ajudar a reduzir a quantidade de plástico no meio ambiente.

5 – Apoiar empresas que utilizam práticas sustentáveis: Ao apoiar empresas que se comprometem a reduzir o uso de plástico, incentivamos a indústria a seguir práticas mais sustentáveis.

VAMOS TODOS CONTRIBUIR PARA PARAR COM A POLUIÇÃO DOS PLÁSTICOS!

Ginásios da Educação Da Vinci. Onde há sempre mais para aprender.

www.ginasiosdavinci.com

Aprovadas novas Regras para a conclusão do ensino secundário e para o acesso ao ensino superior em Portugal.

Saiba tudo sobre as novas regras aprovadas pelo governo relativas à conclusão do ensino secundário e ao acesso ao ensino superior, de onde se destaca a obrigatoriedade do exame de português e o peso dos exames nacionais.

Para entrar em vigor apenas no próximo ano letivo, o governo português acaba de aprovar em Conselho de Ministros legislação que define as condições e pressupostos relativos à conclusão do ensino secundário e à admissão ao ensino superior.

Entre as mudanças mais significativas, destaca-se a implementação obrigatória do exame de Português. Estas alterações entrarão em vigor apenas para os alunos do 12º ano no ano letivo em 2024/2025.

As novidades foram apresentadas em conferência de imprensa após a reunião do Conselho de Ministros, pela ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, em que anunciou a assinatura do decreto-lei que modifica os princípios orientadores da avaliação dos conhecimentos nos currículos dos ensinos básico e secundário.

Foi também ratificada uma revisão do regime legal para a educação inclusiva. Este passo importante amplia as condições especiais de avaliação das provas – até agora só concedidas a estudantes com dislexia – a todos os estudantes com qualquer distúrbio específico de linguagem.

A decisão governamental não alterou a obrigatoriedade dos exames nacionais, mas reajustou a sua influência na média final. Assim, as provas de conclusão passarão a corresponder a 25% da nota final do aluno naquela disciplina, uma diminuição face aos 30% dos anos anteriores.

Os exames nacionais passam a contribuir com pelo menos com 45% para a nota de admissão, um aumento face aos anteriores 35%. Por outro lado, a classificação final do ensino secundário, que até agora pesava pelo menos 50%, passará a ter um impacto mínimo de 40% na nota de admissão.

A nova formulação inclui ainda um componente de 15% reservado para cursos em que são exigidos pré-requisitos aos candidatos, como nas áreas artísticas, por exemplo.

Outra importante alteração é a introdução de um regime de transição para o ano letivo 2023/24, que estabelece regras semelhantes às dos últimos anos em resposta à pandemia. Assim, os alunos apenas precisarão de realizar os exames de ingresso exigidos pelos cursos superiores aos quais se candidatam.

Finalmente, no que diz respeito ao acesso ao ensino superior, a partir do concurso de acesso de 2024, não haverá mais cursos que exigem apenas uma prova final do secundário, sendo sempre necessárias duas provas.

A revisão das regras promete trazer importantes mudanças para os estudantes portugueses, reestruturando os parâmetros de conclusão do ensino secundário e o processo de acesso ao ensino superior.

Estas alterações buscam promover a igualdade, melhorar a inclusão, e aumentar a flexibilidade do processo de avaliação. O objetivo é proporcionar um ambiente de aprendizagem que melhor atenda às necessidades individuais de todos os estudantes, ao mesmo tempo que mantém os padrões rigorosos de educação e prepara adequadamente os alunos para o ensino superior.

É importante que pais, alunos e professores estejam cientes destas mudanças e as compreendam plenamente. Isto permitirá que estejam melhor preparados e possam fazer as melhores escolhas para o futuro educativo dos jovens portugueses.

Esperamos que este artigo tenha ajudado a esclarecer as novas regras para a conclusão do ensino secundário e o acesso ao ensino superior em Portugal. Para mais informações e atualizações sobre educação, continue a acompanhar o nosso blog.

Ginásios da Educação Da Vinci, onde há sempre mais para aprender.

www,ginasiosdavinci.com